fbpx

Blog Artsoft Sistemas

Assine nosso blog e receba artigos sobre gestão e tecnologia para otimizar a administração da sua empresa e ajudar você a vender ainda mais.

Como medir resultados empresariais e tomar melhores decisões?

Para que uma empresa tenha sucesso e cresça, o empreendedor deve medir resultados empresariais. Eles são referentes aos dados do marketing, do financeiro, da contabilidade e até mesmo índices de produtividade.

Conhecer esses dados e interpretá-los possibilita tomar melhores decisões. Dessa forma, também é possível pensar sobre futuros investimentos e melhorias e verificar o que está de acordo com o planejamento estratégico e os objetivos traçados.

Dentre todos os resultados empresariais existentes, um dos principais para a gestão do negócio são os dados financeiros. No post de hoje, vamos explicar por que você deve mensurá-los e como fazer isso.

Por que medir resultados empresariais financeiros?

As finanças são o elemento fundamental para verificar a situação da empresa. Analisar esse ponto permitirá identificar gargalos que estão atravancando o seu negócio e fazendo com que o sucesso não seja alcançado.

Para fazer essa mensuração é preciso entender o que é a Demonstração de Resultado do Exercício (DRE), instrumento contábil que mostra a performance do negócio em determinado período de tempo.

O resultado da DRE assinala se a organização teve lucro ou prejuízo. Esse documento é obrigatório pela lei brasileira e deve ser entregue todos os anos, mas é indicado fazer sua elaboração mensalmente ou a cada 3 meses para acompanhar seu desempenho.

Qual é a estrutura da DRE?

Essa pergunta pode ser respondida da seguinte forma: vendas – despesas = lucro ou prejuízo. A fórmula acaba ficando um pouco mais complexa, porque o detalhamento das despesas gera informações diferentes.

Elas ajudam a entender melhor o negócio. Por isso, vamos apresentar essas informações a seguir, conforme a estrutura da DRE:

Valor total de vendas

Esse montante é relativo às vendas da empresa. Ele representa uma quantia alta, mas não indica o lucro da organização. Esse valor deve ser utilizado para o pagamento de contas.

Custo de mercadorias ou serviços vendidos

As empresas possuem diversos custos e aqui estão atrelados aqueles relacionados à aquisição de produtos ou fornecimento de serviços. Por exemplo: compra de matéria-prima e mão de obra direta. Descobrir qual o valor de produção ajuda a fazer a precificação. A subtração desse custo do total de vendas permite chegar ao lucro bruto.

Lucro bruto

Esse elemento demonstra se vale a pena produzir o que está sendo vendido. Quanto é negativo indica a necessidade de buscar alternativas para diminuir os custos de produção ou adequar o preço de venda.

Despesas operacionais

Esses são gastos relativos à operação da empresa. Por exemplo: pagamentos de comissão e salários dos profissionais administrativos, despesas com marketing, entre outros. O objetivo é entender quanto é gasto para vender o produto ou serviço. O recomendado é tentar diminuir esse montante. Assim, se sua receita cair, continuará tendo lucro. A subtração das despesas operacionais do lucro bruto chega à receita operacional.

Receita operacional

Esse resultado avalia a eficiência das operações e a produtividade do negócio. Quando é positiva, demonstra que os processos valem a pena e que sua empresa está gerando riqueza. Se não houver receita operacional é preciso identificar a necessidade de ajustes para que a companhia obtenha lucro.

Despesas com juros

Essas despesas incidem somente se sua empresa contraiu dívidas. Nesse caso, é preciso se certificar de que o pagamento está sendo feito em dia. A subtração das despesas com juros da receita operacional resulta no lucro antes dos impostos.

Lucro antes dos impostos

Esse lucro indica se o negócio tem capacidade de gerar receita com o que é produzido e se tem possibilidade de honrar seus compromissos (caso haja dívidas).

Imposto de Renda

O IR representa a carga tributária paga pelos empreendedores. A subtração do total de impostos do lucro antes dos impostos permite chegar à receita líquida.

Receita líquida

Esse é o montante que pode ser reinvestido na organização ou distribuído entre os sócios. É uma boa forma de mensurar a lucratividade obtida nos investimentos realizados. A comparação entre o que foi investido e o lucro gerado também demonstra se o negócio vale a pena.

Entendeu por que e como medir resultados empresariais? Esse conhecimento é importante para o seu sucesso, mas agora você já entende melhor sobre isso. Mas se ficou com alguma dúvida ou tem alguma experiência a compartilhar, deixe seu comentário no post.

Últimos posts por Marcos Leite (exibir todos)

apuração do lucro, apuração do resultado, custo de mercadorias, Demonstração do resultado do exercício, Despesas operacionais, DRE


Marcos Leite

A Artsoft resolve os desafios mais difíceis de seus clientes com a oferta de serviços inigualáveis de consultoria, processos e tecnologia. Fundada em 1986, atendemos mais de 6.000 PME’s provendo inovação para aprimorar seus processos e dar sustentação ao seu crescimento. Com competências especializadas em mais de 10 segmentos, entregamos resultados transformadores para um exigente novo mundo digital.

Comment

artsoft-erp_logo-home
artsoft-erp_logo-home

Endereços:
Rua Fradique Coutinho 50 | 3° andar | Pinheiros | São Paulo | SP
• Tel.:(11)3090-4433
Rua México, 90 | 6° andar | Centro | Rio de Janeiro | RJ
Tel.: (21) 3216-9100

Uma empresa do Grupo Artsoft: https://www.grupoartsoft.com.br

Default

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

%d blogueiros gostam disto: