fbpx

Bem-Vindo ao Blog da Artsoft 

Tudo sobre Gestão e Sistemas para Pequenas e Médias Empresas

Matriz BCG: aprenda a fazer a sua hoje mesmo!

Você faz parte do “mundo dos negócios”? Tem e/ou trabalha em uma organização e gosta de estar sempre por dentro dos assuntos empresariais? Então, certamente já ouviu falar em Matriz BCG, também chamada de Growth-Share Matrix. Mas você realmente sabe o que é a Matriz BCG?

Assim como a Análise SWOT e os 5 PS do marketing, por exemplo, a Matriz BCG é uma das ferramentas mais importantes do ramo empresarial, utilizada há mais de quatro décadas. A sua fama advém do fato de ela integrar o planejamento estratégico de boa parte das empresas no mundo inteiro.

A Matriz BCG é uma análise gráfica com base no ciclo de vida do produto. A sua maior vantagem é a de ser uma ferramenta simples, de fácil utilização, porém, com grande capacidade de ampliação da visão de um negócio.

Quer aprender mais sobre como fazer a matriz BCG? Então, continue com a gente! Vamos mostrar como ela funciona e por que você deve aprender a fazê-la o quanto antes!

O que é Matriz BCG?

A Matriz BCG é uma análise gráfica desenvolvida nos anos 1970 pelo executivo Bruce Handerson. Porém, foi lançada pela empresa americana Boston Consulting Group e, por isso, ganhou em sua nomenclatura as iniciais da organização.

A Matriz BCG baseia-se na análise do ciclo de vida dos produtos de uma empresa. O índice de crescimento e participação apontado pela matriz é estimado de forma ascendente, ou seja, quanto maior e mais rápido for o crescimento e participação desses produtos no mercado, melhor será para o negócio.

Sua serventia também está em facilitar a análise da carteira de produtos e/ou serviços de uma empresa, de forma a melhor selecionar a sua disponibilidade no portfólio da organização.

Quais são as dimensões dessa matriz?

A Matriz BCG possui duas dimensões distintas: a participação relativa e o seu crescimento no mercado. A participação relativa no mercado é, normalmente, representada pelo “eixo X”. Já o crescimento no mercado, pelo “eixo Y”.

Por meio da visualização e análise da posição atual de determinado produto no mercado, é possível identificar em que fase do ciclo de vida ele se encontra. A partir disso, fornece-se subsídios para desenvolver estratégias e, inclusive, programar um sucessor para os produtos que estiverem perdendo a força.

Quais os objetivos da Matriz BCG?

Os principais objetivos da Matriz BCG consistem em auxiliar na tomada de decisões, facilitar o gerenciamento de marketing e vendas, fundamentar a definição de prioridades, além de contribuir efetivamente no desenvolvimento de novas ações e garantir a vantagem competitiva do produto perante os seus concorrentes.

Porém, os objetivos mais conhecidos são os baseados em quatro decisões: construir, manter, colher e abandonar. Veja mais sobre eles:

  • construir: é o ato de investimento do produto e/ou serviço. Por meio desse investimento, há a ampliação da sua participação no mercado;
  • manter: realizar a manutenção da atuação do produto no mercado, de forma a conservar a sua participação;
  • colher: usufruir ao máximo o bom resultado da participação do produto no mercado;
  • abandonar: avaliar se o produto ainda obtém bons resultados e, caso a resposta seja negativa, deixar de inclui-lo no portfólio.

Esses quatro objetivos são análogos às principais estruturas da Matriz BCG, chamadas de quadrantes. Veja sobre elas agora mesmo!

O que são os quadrantes da Matriz BCG?

A Matriz BCG é formada de quatro quadrantes estruturados em eixos cartesianos que determinam o nível de crescimento e a participação no mercado. Para analisar de forma efetiva o ciclo do produto, é necessário inserir os produtos do portfólio da empresa em um dos seguintes quadrantes:

Powered by Rock Convert

Ponto de interrogação

Também chamado de dilema em questionamento ou criança problemática, o quadrante do ponto de interrogação é destinado a produtos integrantes de um mercado com elevadas taxas de crescimento.

Na fase atual, ele demanda alto investimento e apresenta baixo retorno. Mas, com o tempo, ele pode se transformar em um abacaxi ou uma estrela. Tudo vai depender de como a empresa vai tratar esse produto e o mercado irá recebê-lo.

Estrela

Nesse quadrante, ficam posicionados os produtos com grande participação de mercado e altas taxas de crescimento. São os chamados líderes de mercado e exigem grandes investimentos para que os resultados sejam mantidos. Se o crescimento do mercado for reduzido, os produtos estrelas podem facilmente se tornar vacas leiteiras.

Vaca leiteira

O quadrante da vaca leiteira é destinado aos produtos com moderada taxa de crescimento em mercados que já estão estabelecidos. Eles não requerem grandes investimentos, pois o crescimento do mercado é lento. Nesse grupo, os lucros são altos.

Abacaxi

Conhecido também como cão vira-lata ou animal de estimação, esse quadrante é destinado a produtos de baixa participação situados em um mercado amadurecido e sem crescimento aparente. Esses produtos devem ser evitados pela empresa e eliminados do portfólio para evitar os altos custos de recuperação.

Em resumo, o quadrante da interrogação corresponde à fase introdutória do produto, a estrela corresponde ao crescimento, as vacas leiteiras dizem respeito à maturidade e o abacaxi representa o declínio do ciclo de vida dos produtos. Por isso a analogia entre os quadrantes e as quatro decisões da Matriz BCG.

Para Bruce Handerson, é indispensável que o portfólio das empresas conte com produtos que tenham diferentes participações no mercado e taxas de crescimento distintas, pois, dessa forma, é possível encontrar o ponto de equilíbrio no fluxo de caixa e na geração de negócios.

Como a matriz BCG funciona na prática?

Aposto que, após ler tanto sobre a matriz BCG, você ficou curioso(a) em como colocá-la em prática, não é mesmo? Veja agora o passo a passo de como montar a sua!

  1. Monte um gráfico cartesiano;
  2. Na linha vertical, faça uma marcação de até 20% e escreva “crescimento de mercado em %”;
  3. Na linha horizontal, faça uma marcação de até 0,1 e escreva “participação relativa no mercado”;
  4. Trace duas linhas que formem uma cruz de forma pontilhada. Dessas linhas sairão os quadrantes;
  5. Por fim, basta nomear os quadrantes. O superior direito representará o ponto de interrogação, o superior esquerdo, a estrela, o inferior esquerdo, a vaca leiteira e, por fim, o inferior direito representará o abacaxi.

Caso você queira ir além e fazer um cálculo de posição dos quadrantes, basta marcar no eixo “crescimento de mercado em %” o crescimento esperado para o segmento e, no eixo “participação relativa no mercado”, marcar o valor da divisão entre o seu número de vendas e o número de vendas do principal concorrente.

Entre outras vantagens, a Matriz BCG contribui para um planejamento estratégico consistente, pois, ao conhecer o ciclo de vida de um produto, é possível fazer uma manutenção efetiva dele. Esse ciclo de vida nada mais é do que análise dos quadrantes em cima das dimensões.

Toda empresa precisa conhecer as condições dos seus produtos em termos de faturamento, aceitação do público-alvo e as reais chances de crescimento no mercado. Por isso, aplicar a matriz é uma excelente forma de averiguar os investimentos feitos pela organização.

Gostou de aprender mais sobre a Matriz BCG e como fazer? Então, que tal enriquecer os seus conhecimentos, ler sobre a metodologia PDCA e aprender muito mais?

 

ebook do tradicionalpara o digital
ebook do tradicionalpara o digital

Gestão, Marketing, Matriz BCG, Software de Gestão


Marcos Leite

Cofundador da Artsoft, Head de Marketing & Vendas e Diretor da área de Projetos de implementação dos Sistemas de Gestão ERP.

artsoft-erp_logo-home
artsoft-erp_logo-home

Endereços:
Rua Fradique Coutinho 50 | 3° andar | Pinheiros | São Paulo
• Tel.:(11) 3090-4433
Rua México, 90 | 6° andar | Centro | Rio de Janeiro
Tel.: (21) 3216-9100


@Artsoft. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade
Feito por Agência de Crescimento

Default

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

%d blogueiros gostam disto: