fbpx

Bem-Vindo ao Blog da Artsoft 

Tudo sobre Gestão e Sistemas para Pequenas e Médias Empresas

7 dicas para fazer mapeamento de processos de forma impecável

O mapeamento de processos é uma ferramenta que pode ser utilizada inteligentemente por gestores para impulsionar o crescimento de seus negócios. Eles conseguirão um controle maior sobre seu negócio e poderão tomar medidas que otimizem suas atividades.

Para usufruir dessas vantagens, é necessário saber o que exatamente consiste o mapeamento de processos, quais são as melhores estratégias e dicas para estruturá-lo, além de saber como fazer o desenho dos processos no campo prático. Confira a leitura para saber tudo isso!

O que é o mapeamento de processos?

Consiste em fazer uma representação gráfica da sequência lógica da realização das atividades no fluxo de trabalho de uma empresa. Seu objetivo é o de entender de forma simples e clara como um negócio está operando.

Quando é elaborado corretamente, a empresa conquista vários benefícios, como:

  1. previsão de custos e de recursos;
  2. identificação e eliminação de gargalos;
  3. aumento da produtividade;
  4. melhor comunicação dos processos;
  5. auxílio na tomada de decisões;
  6. melhor aproveitamento do tempo no trabalho.

Para aproveitar dessas vantagens, é fundamental que esse mapeamento seja feito de forma eficiente e assertiva, o que é garantido com um bom sistema de gestão. Essa tecnologia traz uma visão mais ampla, transparente e real de toda a empresa ao administrador, incluindo dados sobre finanças, faturamento, estoque e inventário.

Além disso, um software de gestão emite relatórios de gestão, integra diferentes áreas da empresa (como plataformas de e-commerce, operadoras de cartão, lojas físicas e mais), faz previsão de demanda e emite sugestões de compra baseada no consumo, facilitando a compreensão sobre as necessidades dos clientes. Com isso, o gestor pode configurar o mapeamento de processos de forma que melhor atenda seu público.

Quais são as 7 dicas para fazer um mapeamento de processos impecável?

Veja a seguir quais são as etapas que devem ser seguidas e as melhores estratégias a serem aplicadas para elaborar o mapeamento ideal para sua empresa.

1. Determine os objetivos

A primeira etapa é listar os objetivos que serão atingidos com o mapeamento dos processos. Você pode defini-los respondendo perguntas como:

  • por que a empresa está fazendo o mapeamento?
  • quais são os ganhos que serão conquistados com o mapeamento
  • há riscos envolvidos no processo?
  • entre outras que entender necessárias.

2. Defina os colaboradores envolvidos

Aqui é preciso estabelecer quais são os indivíduos que farão parte do mapeamento de processos. Geralmente os responsáveis pela atividade são os administradores ou sócios do negócio e os líderes de diferentes setores.

Também é viável solicitar opiniões aos colaboradores sobre os processos da empresa. Eles podem fornecer informações valiosas para que você faça um mapeamento mais adequado à organização.

3. Faça um diagnóstico geral dos processos atuais

Faça um estudo geral sobre os processos, atividades e fluxo de trabalho atual. Essa etapa é importante para que você conheça melhor o funcionamento da empresa. Entre o que deve ser analisado, estão:

Componentes

Registrar todos os ativos e recursos da empresa, como energia, maquinário, materiais e tecnologias usadas no processo produtivo. Também devem ser anotadas as metodologias de trabalho aplicadas e regras internas do negócio.

Fornecedores

Liste todos os fornecedores do negócio e os classifique em duas categorias:

Powered by Rock Convert
  • internos: pessoas ou grupos que fazem entradas ou componentes ao negócio;
  • externos: empresas que provêm insumos, mercadorias, serviços e matérias-primas.

Limites do processo

Os limites consistem nos pontos extremos do fluxo produtivo, ou seja, o ponto de início e fim dos processos da organização. Em uma empresa de serviços, por exemplo, as atividades podem iniciar com o pedido do cliente e encerrar com o atendimento pós-venda.

4. Identifique as entradas e saídas

Identifique os diferentes recursos que entram ou saem do negócio. As entradas consistem nos novos elementos que são introduzidos no fluxo de produtivo da empresa, como:

  • entrega de bens por fornecedores;
  • contratação de novos colaboradores;
  • recebimento de serviços de TI.

As saídas são resultados produzidos pela empresa e entregues aos clientes, sendo importante que a empresa tenha foco a satisfação da necessidade dos compradores. Essa análise possibilita que o administrador encontre entradas que não usadas ou saídas desnecessárias, ajudando a otimizar o processo.

5. Encontre melhorias

Faça uso de diferentes ferramentas que o ajudam a conhecer melhor os processos do negócio e encontrar falhas. Algumas delas são:

  • ciclo PDCA: aprimoram-se os processos por meio dos atos de planejar, fazer, checar e agir;
  • 5W2H: o administrador registra como, quando, por que, onde, quem e quanto custará cada processo para a empresa;
  • matriz GUT: auxilia o gestor a priorizar problemas conforme a gravidade e urgência do negócio;
  • diagrama de Ishikawa: ajuda a identificar motivos que geram problemas específicos.

Com os estudos realizados até aqui, pode-se saber quais são os gargalos, atrasos e inconformidades nas atividades, os recursos desperdiçados e quais são as atividades críticas ou que geram mais valor ao cliente.

6. Mapeie os novos processos

Nessa etapa é feito o mapeamento dos processos aplicando as melhorias encontradas anteriormente. Deve-se criar um fluxograma que mostra de forma clara quais são as entradas, ferramentas utilizadas, responsáveis por cada etapa e suas funções, técnicas aplicadas e saídas.

O mapeamento deve ser simplificado, ter suas atividades interligadas e racionalizadas, fazendo com que todo o processo seja otimizado.

7. Monitore, revise e otimize o mapeamento

Por fim, escolha e aplique os indicadores-chave de desempenho (KPIs) que serão usados para saber quais foram os ganhos obtidos com o novo mapeamento — o que pode ser feito facilmente com um sistema de gestão.

Verifique se os resultados foram os esperados, revise o mapeamento periodicamente, encontre pontos de melhoria e faça aprimoramentos graduais para torná-lo mais eficiente.

Como fazer o desenho de processos adequadamente?

Existem várias plataformas gratuitas que podem ser usadas pelos administradores para criar diagramas sobre o fluxo de trabalho. Alguns deles são:

  • Lovely Charts: permite criação de desenhos visualmente mais agradáveis;
  • BPMN.io: ferramenta para desenho de processos que funciona de intuitiva e simples;
  • Draw.io: permite criar qualquer diagrama ou gráfico ilimitadamente;
  • Bizagi Modeler: aplicativo gratuito, em português e permite uso de cores para fazer os desenhos.

Dependendo do sistema de gestão utilizado, é possível interligar ou montar o fluxograma na plataforma. Isso pode ser bastante útil para que a empresa tenha uma visão clara de como funciona o processo, bem como verifique o desempenho do novo mapeamento estruturado.

A empresa que desenvolve e aplica o mapeamento de processos consegue impulsionar a sua produtividade, eliminar erros, desperdício e usufruir de muitos outros benefícios que aumentam sua competitividade. Mas é necessário usar a tecnologia inteligentemente a seu favor para garantir sucesso na operação.

Quer aproveitar das vantagens de um sistema de gestão especializado? Entre já em contato comigo e saiba como as soluções da Artsoft Sistemas poderá ajudá-lo!

mapeamento de processos, otimização de processos, redução de custo


Marcos Leite

Cofundador da Artsoft, Head de Marketing & Vendas e Diretor da área de Projetos de implementação dos Sistemas de Gestão ERP.

artsoft-erp_logo-home
artsoft-erp_logo-home

Endereços:
Rua Fradique Coutinho 50 | 3° andar | Pinheiros | São Paulo
• Tel.:(11) 3090-4433
Rua México, 90 | 6° andar | Centro | Rio de Janeiro
Tel.: (21) 3216-9100


@Artsoft. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade
Feito por Agência de Crescimento

Default

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

%d blogueiros gostam disto: